OXÍTONA, PAROXÍTONA OU PROPAROXÍTONA?

Antes de falarmos sobre as nossas queridas oxítonas, paroxítonas e proparoxítonas devemos falar sobre tonicidade.

 

Tonicidade – É a intensidade sonora da sílaba.

Tônica – É a sílaba pronunciada com maior intensidade.

Átona – É a sílaba pronunciada com menor intensidade.

Subtônica – É a sílaba de intensidade intermediária, não tão intensa como a tônica e nem tão fraca como a átona.

 

Exemplo: So – zi – nho --- Aqui temos o seguinte: “so” é a sílaba subtônica, “zi” é a sílaba tônica; e, “nho” é a sílaba átona.

 

Quando se pronuncia uma palavra de duas ou mais sílabas, percebe-se que há uma sílaba com maior intensidade sonora que as demais. Esta sílaba é tônica. A sílaba tônica pode aparecer na última, penúltima ou antepenúltima sílaba.

 

Exemplos: a – mor à última;

sa – bi – do à penúltima;

a – quá – ti – co à antepenúltima.

 

Agora chegamos ao que temos no nosso título dessa lição. De acordo com a posição da sílaba tônica, as palavras classificam-se em:

Oxítonas – são palavras cuja sílaba tônica é a última. Exemplos: café, Buscapé, lençol;

Paroxítonas – são palavras cuja sílaba tônica é a penúltima. Exemplos: capela, escravo, lápis;

Proparoxítonas – são palavras cuja sílaba tônica é a antepenúltima. Exemplos: rápido, matemática, xícara.